Blog-Titel
SEKUNDI

SEKUNDI

Message from Portugal (Portuguese and English)

A pandemia e as medidas de apoio
No contexto da pandemia de COVID-19 foram aprovadas medidas de apoio às
famílias e às empresas portuguesas, com o objetivo de assegurar a manutenção da sua
capacidade de gestão de tesouraria e de liquidez.
Estas medidas representam um auxílio aos clientes bancários no âmbito do
cumprimento das obrigações decorrentes de contratos de crédito, ao possibilitar a
prorrogação dos pagamentos junto das instituições credoras, sem que tal origine
qualquer incumprimento contratual.
Para as empresas de recuperação que trabalham diretamente com as entidades
bancárias foi possível constatar que houve uma diminuição considerável no volume de
incumprimento a ser gerido, uma vez que esta legislação impedia as diligências de
Interpelação de devedores. As empresas tiveram de se adaptar a esta nova realidade,
preparando simultaneamente os seus recursos para o previsível aumento do volume
de trabalho com o términus destas medidas. Adicionalmente foi também necessário
organizar os recursos para a introdução de novas ferramentas para a regularização do
incumprimento de contratos de crédito. O fim destas medidas foi cuidadosamente
preparado pelas entidades bancárias procurando obedecer a uma análise detalhada da
situação individual de cada cliente garantindo que se encontra a solução mais
adequada a cada caso.
No cenário pós pandemia é essencial conhecer a capacidade financeira dos clientes,
não por mera curiosidade, mas sim porque se trata de uma variável critica para
garantir soluções sustentáveis de recuperação de crédito. À semelhança de uma nova
operação de crédito um acordo de regularização ou uma reestruturação de dívida
devem ter em conta a taxa de esforço do cliente pois só assim poderemos
implementar soluções sustentáveis e bem sucedidas. As empresas de recuperação de
crédito procuram, especialmente em tempos de crise, explorar as várias opções viáveis
para ambas as partes, devedor e credor. O objetivo é encontrar a solução mais
eficiente para regularizar o incumprimento na perspetiva das duas partes.

The pandemic and support measures
In the context of the COVID-19 pandemic, measures to support the
Portuguese families and companies, with the aim of ensuring the maintenance of their
cash and liquidity management capacity.
These measures represent assistance to bank customers under the
fulfillment of obligations arising from credit agreements, by enabling the
extension of payments to creditor institutions, without this giving rise to
any breach of contract.
For recovery companies that work directly with entities
it was possible to verify that there was a considerable decrease in the volume of
non-compliance to be managed, as this legislation prevented
Interpellation of debtors. Companies had to adapt to this new reality,
while preparing your resources for the predictable increase in volume
with the completion of these measures. Additionally it was also necessary
organize the resources for the introduction of new tools for the regularization of the
default on credit agreements. The end of these measures was carefully
prepared by banking entities seeking to comply with a detailed analysis of the
the individual situation of each customer, ensuring that the best solution is found.
suitable for each case.
In the post pandemic scenario it is essential to know the financial capacity of customers,
not out of mere curiosity, but because it is a critical variable for
ensure sustainable credit recovery solutions. Like a new
credit transaction a settlement agreement or a debt restructuring
must take into account the customer’s effort rate as that’s the only way we can
implement sustainable and successful solutions. Recovery companies
seek, especially in times of crisis, to explore the various viable options
for both parties, debtor and creditor. The goal is to find the most solution.
efficient to settle non-compliance from the perspective of both parties.

Share this post

Facebook
Twitter
LinkedIn
XING
WhatsApp
Email